Dicas sobre como usar ervas aromáticas em receitas

truques-ervas-aromaticas

Um verdadeiro Chef domina e conhece as ervas aromáticas como a própria palma da mão. A verdade é que as ervas aromáticas fazem maravilhas na preparação de pratos, desde os mais simples aos mais complexos.

Conheça as ervas aromáticas mais usadas na cozinha mundial e comece já hoje a usar esta maravilha da natureza com temperos naturais e deliciosos.

Apresentamos em baixo as melhores dicas sobre como usar ervas aromáticas nas suas receitas.

ALECRIM

Alecrim: as folhas pontudas e estreitas de cor verde escura e aroma perfumado combinam bem com carnes bovina e suína.

A versão fresca pode ser usada à vontade, mas a seca tem sabor forte e marcante.

É um dos temperos naturais com as maiores variedades de nutrientes.

Rico em cálcio, magnésio e potássio, o alecrim tem também boa quantidade de fósforo e ferro, e uma pequena quantidade de zinco, cobre, manganês e selênio.

Nas vitaminas, é ainda rico em vitamina A e C, tendo uma pequena quantidade de tiamina, riboflavina, niacina, vitamina B6 e folato.

As folhas pontudas e estreitas de cor verde escura e aroma perfumado do alecrim combinam bem com carnes bovina e suína.

alecrim

TOMILHO

Tomilho: tem aroma intenso e penetrante, sendo ótima companhia para carnes de aves e peixes e também para o arroz.

Deve ser usado em pequenas quantidades.

Uma boa dica é esfregar um pouco da erva nas carnes, macerada com sal e pimenta-do-reino.

Tomilho tem aroma intenso e penetrante, sendo ótima companhia para carnes de aves e peixes e também para o arroz.

tomilho

COENTRO

Coentro: tem a aparência da salsa, mas odor mais forte e característico e sabor levemente cítrico.

Combina bem com peixe, camarão e frango .

Coentro

LOURO

Louro: pode ser usada fresca, seca ou ainda moída em sopas, feijão e carnes diversas.

As folhas de louro liberam seu sabor lentamente, por isso são tão usadas em caldos caseiros, ensopados, molhos, marinadas e conservas.

Louro é indispensável no feijão.

louro

MANJERICÃO

Manjericão: tem sabor suave quando fresco, mas picante e forte na versão seca.

Acrescente em receitas com carne de boi, costela, frango, peixes e molho de tomate.

Uma boa dica é acrescentar ao arroz pronto, com tomate cereja e lascas de queijo parmesão.

Se você tiver manjericão fresco, use a folha inteira porque se picar escurece.

Manjericão faz dupla perfeita com molho de tomate.

manjericao

ERVA-DOCE

Erva-doce: também conhecida como funcho.

Dessa erva se aproveitam os talos, raízes, folhas e grãos, para pratos com peixes, costeletas, sopas, molhos, saladas e até sobremesas.

Erva-doce combina com peixes, costeletas, sopas, molhos, saladas e até sobremesas.

ERVA-DOCE

SÁLVIA

Sálvia: tem sabor levemente azedo e vai bem com alimentos de sabor forte, como carnes de porco, carneiro, vitela, salsichas e linguiças.

Também combina com massas.

Uma maneira fácil de usar é fritá-la levemente no óleo ou manteiga para que esses ingredientes absorvam seu sabor e então acrescentar o caldo às receitas.

Sálvia vai bem com alimentos de sabor forte, como carnes de porco, carneiro, vitela, salsichas e linguiças.

salvia

OREGÃOS

Orégano: com aroma marcante, pode ser encontrado fresco ou seco.

O seco, mais usado, tem sabor mais marcante.

Tem entre suas qualidades, atividades antioxidantes.

É muito usado em pizzas, carne suína, batatas e em receitas com pães.

Orégano é usado frequentemente em pizzas.

oregaos

SALSA

Salsa: é indicada para temperar qualquer alimento, pois seu sabor suave não se sobrepõe ao de nenhum outro ingrediente.

Pesquisas apontam que a erva tem o poder de combater doenças cardiovasculares e tem propriedades diuréticas.

Salsa dá um toque a mais em massas.

 salsa

CEBOLINHO

Cebolinho: geralmente faz dupla com a salsa, no que é conhecido como cheiro-verde.

Tem vitamninas A e C, além de cálcio e fósforo.

É indicada para temperar aves, peixes, arroz e legumes.

Cebolinho combina bem com peixes.

cebolinho

ENCONTRE A RECEITA QUE PROCURA
loading...

ESCREVA O SEU COMENTÁRIO